Galo humilha Rio Branco em Andradas

 

A torcida atleticana já pode comemorar: o Atlético está nas semifinais do Campeonato Mineiro. Neste sábado, o Alvinegro goleou o Rio Branco por 6 a 0, em Andradas, e garantiu uma das quatro melhores campanhas da competição. Destaque para o atacante Marinho, que voltou a marcar pelo clube – e logo com um golaço.

A vitória levou o Galo a 19 pontos, na terceira colocação, e o clube não pode ser mais alcançado pelo quinto colocado. O Rio Branco, com 15, vai brigar pela última vaga com Ituiutaba, Villa Nova e Guarani.

O Rio Branco tinha mais domínio de bola no início da partida. No entanto, não conseguia ameaçar o gol de Juninho. O Galo, por sua vez, abriu o placar logo no primeiro ataque perigoso. Danilinho recebeu na área e bateu mal. A bola acabou sobrando para Leandro Almeida, na pequena área, completar para a rede logo a seis minutos de jogo.

A equipe da casa seguia pressionando. O Galo parava as ações do adversário com faltas. Só no primeiro tempo foram três cartões amarelos para os alvinegros. No ataque, o Atlético era eficiente. Aos 19 minutos, Marinho rolou para trás, Renan pegou de primeira e mandou uma bomba, quase marcando um belo gol.

Jogada parecida que seria convertida em gol 11 minutos depois. Desta vez quem passou para trás foi Eduardo, e a conclusão de Marinho foi parar no ângulo esquerdo de André Zandona.

O Rio Branco só conseguiu ameaçar no fim da etapa. Com 32 de jogo, Régis Pitbull recebeu livre na área, mas pegou mal na bola. Juninho defendeu. E aos 45, o lance mais polêmico do jogo. Bruno Mineiro foi lançado na área, dominou no peito e chutou sem deixar a bola cair, marcando um belo gol. O assistente Helbert Andrade, no entanto, assinalou um empurrão do atacante em Marcos, e o tento foi anulado.

No início do segundo tempo, uma ducha de água fria no Rio Branco. Após jogada de Márcio Araújo, Zé Roberto não conseguiu afastar, Danilinho pegou rebote e tocou no cantinho direito para fazer 3 a 0.

Aos 20, o quarto. Thiago Feltri cruzou da esquerda, Danilinho ganhou dividida do zagueiro e a bola sobre livre para Eduardo mudar o resultado. A goleada ficou ainda maior três minutos depois. Márcio Araújo carregou bola até a entrada da área e tocou rasteiro no canto esquerdo: 5 a 0.

Desnorteado em campo, o Rio Branco teve ainda uma boa chance com Rodrigo Costa. Mas no geral, era um time desorganizado e que sofria com os contra-ataques do Atlético. O único que conseguiu converter foi com Marcelo Nicácio, aos 38, fechando o placar em 6 a 0.

RIO BRANCO 0 x 6 ATLÉTICO    
André Zandona
Pepe
André Alves
Zé Roberto
Mendes (Biro Gomes)
Claudio
Rodrigo Costa
Anderson
(Rodrigo Santos)
Régis Pitbull
Rodriguinho
(Wellington Paulo)
Bruno Mineiro
T: Alemão
Juninho
Gerson
Leandro Almeida
Marcos
Thiago Feltri
Rafael Miranda
Gérson
Márcio Araújo
Danilinho
(Marcelo Nicácio)
Eduardo (Xaves)
Marinho
(Vanderlei)
T: Geninho
Gols: Leandro Almeida, aos 6, Marinho, aos 30 minutos do primeiro tempo; Danilinho, aos 3, Eduardo, aos 20 minutos, Márcio Araújo, aos 23, Marcelo Nicácio, aos 38 minutos do segundo tempo
Cartões amarelos: Claudio, Anderson, Régis Pitbull, Zé Roberto (Rio Branco), Rafael Miranda, Renan, Danilinho, Xaves (Atlético)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro
Auxiliares: Márcio Eustáquio Santiago e Helbert Costa Andrade
Data: 29/03/2008
Estádio: Parque do Azulão, em Andradas (MG)

***

Normal….todo time azul treme quando ver uma camisa alvinegra como adversário. O cruzeiro que é diga né? Hahahaha!

 ps: é o mesmo time que ganhou das marias no mineirão.

Anúncios

22 Respostas to “Galo humilha Rio Branco em Andradas”

  1. Pierre Says:

    São um bando de viadinhos covardes…
    só dão as caras quando o timeco ganha alguma…
    Virem homem Cadelinhas, Adm pede pra cagá e sai…´Já num tem nem graça mais em vim zuar as franguinhas….
    o blog ta igual a torcida cada vez menor, e “100 graça”.

    Libertadores: Assistam do lado de Fora!!!!
    rarara

  2. Marco Says:

    O Time do Cruzeiro é o time mais enganador do campeonato. FATO!

  3. Marco Says:

    Aliás, do BRASIL!

  4. Vinicius Says:

    vAI TOMANDO AÍ CACHORRADA CHUPA O PAU DA RAPOSA 5 VEZES

  5. Vanessa Says:

    alo humilha Rio Branco em Andradas e é humilhado pela Rapoza em Pleno Mineirao, na Frente da torcida… é o Circo do Futebol… e os palhaços são de preto e branco… huauhauuha

  6. Tulio Says:

    Vcs deviam para com isso. Eu to chorando desde domingo… não aguento mais rir… buaubuhauuauuguuau ufaufa ufau favuauavua uvavabuaubuhauuauuguuau ufaufa ufau favuauavua uvavabuaubuhauuauuguuau ufaufa ufau favuauavua uvavabuaubuhauuauuguuau ufaufa ufau favuauavua uvavabuaubuhauuauuguuau ufaufa ufau favuauavua uvavabuaubuhauuauuguuau ufaufa ufau favuauavua uvavabuaubuhauuauuguuau ufaufa ufau favuauavua uvavabuaubuhauuauuguuau ufaufa ufau favuauavua uvava

  7. Tulio Says:

    5×0 buaubuhauuauuguuau ufaufa ufau favuauavua uvavabuaubuhauuauuguuau ufaufa ufau favuauavua uvavabuaubuhauuauuguuau ufaufa ufau favuauavua uvavabuaubuhauuauuguuau ufaufa ufau favuauavua uvavabuaubuhauuauuguuau ufaufa ufau favuauavua uvavabuaubuhauuauuguuau ufaufa ufau favuauavua uvavabuaubuhauuauuguuau ufaufa ufau favuauavua uvavabuaubuhauuauuguuau ufaufa ufau favuauavua uvavabuaubuhauuauuguuau ufaufa ufau favuauavua uvavabuaubuhauuauuguuau ufaufa ufau favuauavua uvavabuaubuhauuauuguuau ufaufa ufau favuauavua uvavabuaubuhauuauuguuau ufaufa ufau favuauavua uvavabuaubuhauuauuguuau ufaufa ufau favuauavua uvavabuaubuhauuauuguuau ufaufa ufau favuauavua uvavabuaubuhauuauuguuau ufaufa ufau favuauavua uvavabuaubuhauuauuguuau ufaufa ufau favuauavua uvavabuaubuhauuauuguuau ufaufa ufau favuauavua uvavabuaubuhauuauuguuau ufaufa ufau favuauavua uvavabuaubuhauuauuguuau ufaufa ufau favuauavua uvavabuaubuhauuauuguuau ufaufa ufau favuauavua uvava

  8. Anônimo Says:

    seu putos

  9. Anônimo Says:

    cambada di filho de puta com guarda da bhtrans

  10. Anônimo Says:

    cambada di hiros de putanas com guarda da bhtrans

  11. Says:

    cambada di hiros de putanas com guarda da bhtrans

  12. Says:

    bica gaylo… chupa gaylo…

  13. Ze Says:

    Sabem o que o time do Galo tem em comum com a FIAT? Os dois não fazem GOL!

    hauhuahhuhuhuhuhuhuh

    o Choro é Livre! o Choro é Livre! o Choro é Livre! o Choro é Livre! o Choro é Livre! o Choro é Livre! o Choro é Livre! o Choro é Livre! o Choro é Livre! o Choro é Livre! o Choro é Livre! o Choro é Livre! o Choro é Livre! o Choro é Livre! o Choro é Livre! o Choro é Livre!

  14. Tulio Says:

    cadê o dono desse post, seu puto! atleticano agora anda magoado! Adm e Gaylo: juntos na segunda divisão! huahuauuha

  15. Pierre Says:

    Ei aDM sua bicha louca , me bloqqueou??? vc nunca vai consegui… seu puto cadelinha desgraçada…
    vai amargando a boca com esse timinho de merda ái . dá as caras sua putinha cachorrada filhos da puta. Ei galo vai tomá no cu….
    me bloqueia aí seu merda bloqueia esse IP porque tenho mais uns 30 na lan e alem dos 300 da faculdade . estarei sempre aí gozando a cara dos troxas pateticanos…

  16. futebol arte Says:

    Vasco dá goleada no Galo, sobe seis posições mas segue em crise

    Cariocas vencem por 6 a 1, mas Edmundo reclama de companheiros. Alexandre Gallo é demitido do Atlético
    Ampliar Foto Lancepress
    Edmundo comemora gol do Vasco

    A tensão pré-jogo entre a torcida e o time do Vasco, nesta quinta-feira, foi grande, mas serviu para aumentar o desejo de vitória na 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. E o resultado foi espetacular em São Januário: mais na raça do que na técnica, um sonoro 6 a 1 sobre o Atlético-MG, que, mesmo fora da zona de rebaixamento – está em 15º -, mergulha em uma crise, com a demissão do técnico Alexandre Gallo. O auxiliar Marcelo Olveira assume interinamente.

    De quebra, o Vasco subiu seis posições, da 18ª para a 12ª, e ainda se transformou no ataque mais positivo da competição, com 30 gols. Mesmo assim, a crise continua no clube. Isso porque, no fim da partida, o atacante Edmundo criticou companheiros de equipe, como Morais, Jean e Leandro Bomfim, que, segundo ele, se recusaram a entrar em campo.

    Na próxima rodada, o time carioca vai ao Morumbi enfrentar o São Paulo, domingo, às 16h. Já o Galo recebe o Sport, no Mineirão, às 18h10m do mesmo dia.

    Tensão cruzmaltina antes, festa depois

    Apesar dos aplausos na entrada do time em campo, a torcida do Vasco estava pronta para protestar caso as coisas não andassem bem. Afinal de contas, a equipe estava na zona de rebaixamento. A tensão era grande entre os jogadores, pois, durante o dia, dois deles se mostraram insatisfeitos com a pressão de alguns torcedores e nem entraram em campo: Morais e Luizão nem na reserva ficaram e devem sair do clube. Leandro Bomfim, que alegou uma tendinite no joelho direito, foi vetado pouco tempo antes de a partida começar.

    Para completar, com quatro minutos de bola rolando, Byro, que foi escalado na vaga de Leandro Bomfim, se machucou sozinho ao torcer o tornozelo esquerdo e pediu para sair. Marquinho entrou em seu lugar. Parecia mesmo que tudo conspirava contra a equipe carioca.

    Mas Edmundo estava inspirado e abriu o placar aos 13. Edu cruzou da esquerda, o goleiro Edson saiu mal e soltou a bola nos pés do Animal, que só tocou para o fundo das redes. O Galo respondeu com autoridade aos 15: Jael arrancou pelo meio, passou por Victor e Eduardo Luiz e ainda contou com a sorte ao chutar, pois a bola desviou em Jorge Luiz e encobriu Roberto. 1 a 1 e começo de jogo promissor.

    Aos 22, Madson puxou um rápido contra-ataque e tocou para Edmundo, que imediatamente passou para Leandro Amaral na esquerda. O atacante recebeu, cortou para o meio da área e tocou por cobertura, um pouco forte demais, por cima do travessão. Aos 24, Edmundo apareceu de novo ao cobrar escanteio da esquerda; Eduardo Luiz cabeceou bem e pôs o Vasco na frente de novo.

    Aos 34, um lance lindo e curioso: Madson chegou a tropeçar na bola, na entrada da área do Galo, mas conseguiu se equilibrar e deu um toque genial, de pé direito, por cima de Edson, que tentou mas não conseguiu alcançar a bola. Terceiro gol do Vasco e festa em São Januário.

    Dois detalhes que chamaram muito a atenção no primeiro tempo foram a fragilidade da defesa mineira, principalmente nas bolas aéreas, e a grande disposição apresentada por todos os jogadores cruzmaltinos, que correram o tempo todo.

    Nada muda após o intervalo

    E o segundo tempo começou como os donos da casa queriam. Com menos de dois minutos, Wagner Diniz marcou o quarto. Edu fez bela jogada pela esquerda e passou para o lateral-direito, que no meio da área bateu no canto esquerdo de Edson. Goleada em cima do Galo.

    Aos seis, Wagner Diniz cruzou da direita na cabeça de Leandro Amaral, que, sozinho dentro da área, não teve nenhuma dificuldade para fazer mais um para o Vasco. Aos 15, Wagner Diniz marcou outro, o sexto, ao receber sozinho diante de Edson após um rápido contra-ataque. O lateral dominou um belo passe de Edmundo e tocou na saída do goleiro alvinegro.

    Aos 27, Antônio Lopes colocou Alex Teixeira no lugar de Edmundo, que saiu ovacionado pelos torcedores em São Januário. Ao ser entrevistado, no entanto, o Animal surpreendeu e deixou claro que não gostou nem um pouco de sair.

    – O treinador me tirou, como posso estar satisfeito? – indagou.

    O curioso é que o substituto do Animal não pareceu se importar muito com a partida. Alex Teixeira praticamente passeou pelo campo de cabeça baixa até o último minuto.

    Com o jogo definido, o nível técnico da partida caiu bastante. Praticamente não houve mais troca de passes a partir dos 30 minutos, apenas uma correria sem direção dos atleticanos e a economia de fôlego dos cruzmaltinos. Apito final: apesar da bela vitória, a crise continua no Vasco, e mais dias dramáticos estão por vir para o Galo.

  17. futebol alegria Says:

    Atlético é humilhado no Rio e sofre goleada por 6 a 1 (31/07)
    Mateus Castanha – Portal Uai
    Time de Alexandre Gallo segue seu calvário no Brasileirão e volta a se aproximar da zona de rebaixamento

    Paulo Sergio/ Lancepress
    Leandro Amaral marcou o 5º gol do Vasco

    Derrotas, goleadas e muita humilhação. A rotina de fracassos do Atlético no ano de seu centenário teve mais um fatídico capítulo nesta quinta-feira. Jogando em São Januário, o Alvinegro foi impiedosamente goleado pelo fraco time do Vasco por 6 a 1, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. A derrota custou o emprego do técnico Alexandre Gallo, demitido logo após a partida. Os gols do time da casa foram marcados por Edmundo, Eduardo Luiz, Madson, Wágner Diniz, duas vezes, e Leandro Amaral. O atacante Jael descontou para o Galo.

    As incontáveis falhas do setor defensivo foram determinantes para a terceira goleada sofrida pelo Galo no Brasileirão. Além dos erros da zaga, o goleiro Edson esteve em uma péssima noite, falhando em pelo menos dois gols da equipe cruzmaltina. O restante do time também não produziu praticamente nada.

    Com mais um resultado negativo fora de casa – o sexto em nove jogos – o Alvinegro voltou a se aproximar perigosamente da zona de rebaixamento. O clube caiu para o 15º lugar na tabela, com 18 pontos, apenas um a mais que o Goiás, 17º colocado.

  18. cade galo Says:

    e na final CRUZEIRO 5 gaylo 0

  19. Ligia Says:

    Os ces gayloucura pode rir do cruzeiro pq ele perdeu,mas tem uma coisa,vcs são 100 libertadores.

  20. Ligia Says:

    Seus gay.

  21. Ligia Says:

    No jogo de domigo galo X cruzeiro o galo não foi capaz de fazer 5X0 no cruzeiro sendo que o cruzeiro jogo com o time misto e menos 1 jogador QUE VERGONHA!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: